Pug

Pug

Características da Raça

Saúde saúde 1 pt(s)saúde 2 pt(s)saúde 3 pt(s)saúde 4 pt(s)saúde 5 pt(s)
Adaptabilidade adaptabilidade 1 pt(s)adaptabilidade 2 pt(s)adaptabilidade 3 pt(s)adaptabilidade 4 pt(s)adaptabilidade 5 pt(s)
Temperamento temperamento, docilidade 1 pt(s)temperamento, docilidade 2 pt(s)temperamento, docilidade 3 pt(s)temperamento, docilidade 4 pt(s)temperamento, docilidade 5 pt(s)
Inteligência inteligência 1 pt(s)inteligência 2 pt(s)inteligência 3 pt(s)inteligência 4 pt(s)inteligência 5 pt(s)
Necessidade de Exercício necessidade de exercício 1 pt(s)necessidade de exercício 2 pt(s)necessidade de exercício 3 pt(s)necessidade de exercício 4 pt(s)necessidade de exercício 5 pt(s)

História

Pugs tem uma história muito rica e surpreendente que remonta por volta de 700 a.C na China. Ele já nasceu importante: apenas os membros da família imperial chinesa e monges tibetanos eram autorizados a possuir estes cães.

E a vertente real do cãozinho não parou por aí. Acredita-se que a raça tenha chegado na Europa pelas mãos do Príncipe William de Orange. Em 1572, seu pug chamado Pompeu o alertou sobre uma invasão de espanhóis em seu castelo, poupando a vida de seu dono. Como resultado, o Pug foi declarado cão oficial da Casa de Orange, quando o William subiu ao trono da Grã-Bretanha em 1689.

Os Pugs se tornaram muito populares na Europa. Até a esposa de Napoleão Bonaparte, Josephine, tinha um Pug chamado “Fortune”. Na noite em que eles se casaram, Josephine se recusou a dormir em sua cama, a menos que “Fortune” fosse dormir com eles.

Já nas artes, a raça foi retratada em várias pinturas de William Hogarth. Em uma delas, “House of Cards”, de 1730, o artista, que também tinha um exemplar, retratou um Pug preto em meio ao cotidiano real. Quanta nobreza!

Temperamento

O Pug é um cãozinho extremamente fiel. Onde o dono vai, o pequenino vai atrás! Eles são muito sociáveis e rapidamente se adaptam a ambientes e pessoas estranhas e até outros animais. É considerado uma das raças mais dóceis do mundo.

Saúde

Problemas oculares e respiratórios são algumas das doenças que afetam os Pugs em particular. Por causa do focinho achatado que causa dificuldade em respirar, uma dica é usar peitera em vez de coleira.

As rugas do focinho também devem estar sempre secas e limpas, caso contrário podem causar problemas na pele. Outro cuidado a ser tomado é de que os Pugs são pouco resistentes ao frio. Dessa forma, podem ficar resfriados com facilidade. Eles também são propensos à obesidade, e, por isso, a dieta destes pequenos deve ser vigiada de perto!

Comentários

Ring