Pharaoh Hound

Pharaoh Hound

Características da Raça

Saúde saúde 1 pt(s)saúde 2 pt(s)saúde 3 pt(s)saúde 4 pt(s)saúde 5 pt(s)
Adaptabilidade adaptabilidade 1 pt(s)adaptabilidade 2 pt(s)adaptabilidade 3 pt(s)adaptabilidade 4 pt(s)adaptabilidade 5 pt(s)
Temperamento temperamento, docilidade 1 pt(s)temperamento, docilidade 2 pt(s)temperamento, docilidade 3 pt(s)temperamento, docilidade 4 pt(s)temperamento, docilidade 5 pt(s)
Inteligência inteligência 1 pt(s)inteligência 2 pt(s)inteligência 3 pt(s)inteligência 4 pt(s)inteligência 5 pt(s)
Necessidade de Exercício necessidade de exercício 1 pt(s)necessidade de exercício 2 pt(s)necessidade de exercício 3 pt(s)necessidade de exercício 4 pt(s)necessidade de exercício 5 pt(s)

História

Podemos dizer que o Pharaoh Hound é o cão doméstico mais antigo da história. A origem deste cão em tempos distantes tem sido assunto de pesquisas de muitos egiptólogos. Eles eram vistos como representantes dos Deuses e dos ancestrais dos antigos egípcios, considerados caçadores e confiáveis, companhias leais na vida cotidiana dos reis e nobres dos períodos do Egito antigo, sendo muito vistos em ilustrações.

Em 1935, uma tumba de um cão foi encontrada no grande cemitério a oeste da pirâmide de Queóps, em Gizé. Uma inscrição registrou o ritual de sepultamento: “O cão que era a guarda de sua majestade, Abuwtiyuw é seu nome”. Certamente, se tratava de um Pharaoh Hound.

A raça chegou à Inglaterra em 1930, e depois em 1963, vindos de Malta. Nos EUA, esse cão foi aparecer apenas no ano de 1967. Embora raro, esses cães podem ser encontrados em muitos países do mundo. No Brasil, tem-se conhecimento de apenas dois exemplares.

Temperamento

O Pharaoh Hound é um cão afetuoso, que gosta de estar incluído na família. Independente e um pouco teimoso, é possível treiná-lo sem grande esforço. Por isso, precisam de um dono com alguma experiência com cães mais independentes.

Os cães desta raça necessitam de ser bem socializados, já que desconfiam de estranhos, pois é esta característica que os torna bons cães de alerta. Dentro de casa é calmo, desde que suficientemente exercitado. E, como a grande maioria dos cães, necessitam de ao menos um passeio diário.

O Pharaoh Hound não é um cão para conviver com animais pequenos de outras espécies, que poderiam ser presas na natureza. Gatos, porquinhos-da-índia, coelhos e ratos não são indicados para partilhar o mesmo espaço com ele. Por caçarem em matilha em tempos remotos, são sociáveis com outros cães.

Saúde

Os problemas genéticos comuns em outras raças não parecem ter incidência no Pharaoh Hound. Câncer e problemas neurológicos são as principais causas de morte desses animais.

Como todos os Galgos, são sensíveis à anestesia e requerem o mínimo de cuidado com unhas e dentes. Precisam de apenas uma boa escovação semanal e banhos esporádicos. Sua queda de pelo é mínima, porém, se bem escovado, será imperceptível.

Comentários

Ring